Bluetooth Mesh Networking: veja como ele se relaciona com a Internet das Coisas


Estamos passando por uma verdadeira revolução tecnológica que tende a mudar a forma como as empresas atuam. A transformação digital é uma realidade e traz consigo diversas soluções mais eficientes para uma ampla gama de processos. Um bom exemplo disso é o surgimento do Bluetooth Mesh Networking.

Que a tecnologia Bluetooth é fundamental para a conexão entre dispositivos não é novidade. Entretanto, essa nova característica tende a aumentar ainda mais suas funcionalidades, principalmente ao se relacionar com a Internet das Coisas. Pensando nisso, criamos este post com tudo o que você precisa saber sobre o assunto. Confira!

O que é Bluetooth Mesh Networking

A tecnologia Bluetooth é uma referência mundial de conectividade simples e segura. Uma de suas principais características é o baixo custo energético para manter a comunicação entre dispositivos. Entretanto, essa conexão só poderia ser feita entre dois dispositivos. Agora, isso mudou.

O suporte a Mesh Networking dá ao Bluetooth a capacidade de estabelecer múltiplas conexões. Isso significa, na prática, que a comunicação entre os dispositivos não será feita exclusivamente por uma única via de troca de mensagens — é possível estabelecer uma conexão entre muitos dispositivos.

Imagine que você pretende conectar seu smartphone a um sistema que controla a iluminação da sua casa. Se o Bluetooth estiver longe demais… bem, não há o que fazer — a mensagem não chegará ao receptor. Com o suporte a Mesh Networking, esse problema não existe mais.

Seu dispositivo poderá estar conectado a diversos outros na mesma rede. Se o comando enviado não alcançar o destinatário final, outro dispositivo pode fazer a recepção e retransmitir a mensagem. Isso pode ser feito de um dispositivo a outro, várias vezes, até que o receptor seja alcançado.

Da mesma forma, é possível estabelecer uma comunicação de baixo gasto energético com diversos dispositivos. O suporte a Mesh Networking representa uma nova fase cheia de possibilidades para a tecnologia Bluetooth.

Por meio de uma abordagem de transmissão gerenciada de mensagens, a conexão entre diversos dispositivos mantém as características iniciais do Bluetooth: segurança e baixo gasto energético.

Aliada à Internet das Coisas, essa tecnologia tende a dominar amplos setores do mercado.

A relação entre Bluetooth Mesh Networking e a Internet das Coisas

O mundo empresarial vem passando por uma mudança na qual a tecnologia representa uma nova forma de gerar valor ao negócio. A Internet das Coisas é um bom exemplo disso. Com cada vez mais dispositivos conectados a uma rede wireless, é possível otimizar a comunicação entre máquinas, sensores e softwares de gestão.

Entretanto, essa conectividade deve passar também por uma mudança, graças à chegada do Bluetooth Mesh Networking. O motivo é simples: com ele, é possível estabelecer, entre os equipamentos, conexões mais seguras, estáveis e com baixo custo energético.

Certos sensores, por exemplo, trabalham com um nível baixíssimo de energia. Integrá-los a uma rede de comunicação wireless pode ser um desafio sem levar em consideração essa característica. Se a conexão é via Bluetooth, isso deixa de ser um problema.

Por outro lado, enviar mensagens que alcancem longas distâncias pode ser difícil. É por isso que o Bluetooth Mesh Networking aposta na conexão many to many (m:m), ou “muitos para muitos”, que permite o encaminhamento de mensagens entre os dispositivos mais próximos até que elas alcancem o receptor final.

As aplicações que utilizam a Internet das Coisas para coletar dados dos equipamentos ganham ainda mais em poder de ação. A tendência é que seu desenvolvimento seja ainda mais fácil e rápido, já que o Bluetooth tem como característica a facilidade na configuração de suas conexões.

Sistemas de automação industrial devem ser os primeiros a sentirem o impacto do Bluetooth Mesh Networking. Para compreender com mais clareza de que forma isso deve ocorrer, daremos alguns exemplos práticos de aplicação da tecnologia em parceria com a Internet das Coisas.

Como o mercado é influenciado

A automação é parte fundamental dos processos mercadológicos. Otimizar uma linha de produção ou o setor de TI, por exemplo, é algo que exige um planejamento para que as atividades sejam automatizadas e sigam um roteiro específico. E a Internet das Coisas já se destaca nesse meio.

Automação industrial

Agora, com conexões via Bluetooth, é possível controlar sistemas de automação mais complexos. Estamos falando de setores da produção ou até de todo o prédio. Desde a iluminação e a segurança, até o controle de temperatura (aquecimento e resfriamento de máquinas), o processo se torna mais eficiente.

O consumo de energia, por outro lado, tende a baixar. Imagine um sistema que utiliza a Internet das Coisas para levantar dados de determinados sensores instalados nas máquinas para controlar a temperatura delas. Com o Bluetooth Mesh Networking, esses sensores funcionam com baixo consumo de energia e trabalham em conjunto para fazer com que os dados cheguem ao software de gestão.

Além de garantir mais estabilidade na temperatura das máquinas — algo que, por si só, gera economia de energia elétrica — a empresa tem a possibilidade de reduzir os gastos com o próprio sistema, já que o Bluetooth consome menos energia do que outras tecnologias.

Na prática, um termostato, por exemplo, pode se manter em nível de baixo consumo energético e periodicamente enviar um ping para outro dispositivo “amigo” com os dados coletados. Assim, o sistema identifica a temperatura atual e aciona os mecanismos eletrônicos para ajuste (aquecer ou resfriar).

Rastreamento de dispositivos

Uma característica interessante do Bluetooth Mesh Networking é sua capacidade de suportar topologia broadcast. Grosso modo, isso permite que ele mantenha uma comunicação com RFID, por exemplo. Consequentemente, ele se torna uma alternativa bastante atrativa para o rastreamento de dispositivos.

Em um ambiente comercial, por exemplo, é possível estabelecer um controle mais eficiente sobre a localização de certos itens. Isso pode ser aplicado em produtos de uma loja ou determinadas peças em um almoxarifado industrial.

A automação residencial é outro nicho que deve se beneficiar bastante com o Bluetooth Mesh Networking e a Internet das Coisas. Sistemas de iluminação, portão eletrônico e ar-condicionado são apenas alguns exemplos de dispositivos que podem compor uma rede controlada por um smartphone ou tablet.

Como você pode ver, trata-se de uma solução extremamente eficaz, além de muito confiável. Faça uma avaliação em sua empresa e veja como o Bluetooth Mesh Networking pode ser a solução que você buscava para implementar a Internet das Coisas em seus departamentos!

Gostou do post? Então inscreva-se em nossa newsletter e receba mais conteúdos sobre o tema!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *