#cartadoVR:

cartadoVR

Da mesa do VR: “A crise existe, mas os Provedores de Internet não aderiram”

Parece que a crise político-econômica do Brasil não dá sinais de trégua, dólar altíssimo, inflação crescente,  mais de 100 mil novos desempregados a cada mês, uma nova corrupção sendo desvendada a cada noticiário , operação  “lava-jato” parando as grandes construtoras e os grandes projetos de governo…parece que o mundo brasileiro vai acabar. Mas no segmento de internet regional isso não parece ser um problema.

Os provedores de internet regionais, que somam mais de 5000 empresas em todo país não aderiram a essa crise, eles sentem o calor do dólar alto encarecendo os produtos que precisam adquirir, mas a expectativa é manter o pé atolado no acelerador.

A WDC Networks, maior distribuidor especializado em provedores no Brasil fez em agosto uma pesquisa amostras de ISP’s de todas as regiões e descobriu que de norte a sul, a perspectiva de crescimento é muito forte.

Nenhum provedor espera diminuir em 2015, mais 70% deles imagina crescimento real superior a 20% em 2015.

O gráfico, da pesquisa que fizemos, mostra isso:

q2-isp

Isso é um sinal que o Brasil ainda tem muito espaço de investimento em internet, pois somos fortes, e temos necessidade de mais conectividade, seja no segmento residencial ou corporativo.

Apesar de todas as barreiras dos impostos, cada vez mais altos, falta de incentivos ou de linhas de financiamento, eles vão crescer.

Os antigos provedores de internet estão se transformando em Operadoras de Telecomunicações Regionais. Fazem investimentos pesados em fibra ótica, através da tecnologia GPON, levando banda-larga via FTTH (Fiber to The Home) até a casa dos assinantes. Isso até parecia uma utopia a 3 anos atrás, mas esses empreendedores nacionais estão dando uma aula de empreendedorismo.

Eu sempre fui fã desses empresários, mas confesso que nem eu acreditava que a velocidade de crescimento desses ISP’s fosse tão rápida. A verdade é que existe um “Brasil” que precisa de internet, que sabe da importância dessa tecnologia para o desenvolvimento familiar.

Nossa empresa, que desbrava a tecnologia no Brasil, e tenta ajudar esses empresários, tem sofrido a pressão econômica, afinal, preço do dólar escorchante afeta a capacidade de investimento, mas somos guerreiros, acreditamos e vamos juntos com nossos clientes.

Se me perguntarem o que acho do nosso governo, sempre digo: é uma pena…afinal, temos um mercado grande, mas uma administração pequena.

Amigos, o Brasil vai superar tudo isso, mas infelizmente vamos sofrer um pouco. Espero que, de Setembro em diante, tenhamos uma clareza maior da situação econômica.

VR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *